Ficas - Compartilhando conhecimentos, transformando pessoas e organizações

Compartilhando conhecimentos, transformando pessoas e organizações

O Blog do FICAS reúne as notícias mais recentes dos programas, assessorias e ações do FICAS, bem como de seus parceiros. Também é um espaço destinado a conversas sobre temas de interesse e troca de informações e aprendizados.
Fique de olho!

" />

Um bem valioso

07/04/2021 | Deixe um comentário

"Que tenha saúde, porque do resto a gente corre atrás". Quem nunca disse ou recebeu esses votos no aniversário ou Ano Novo? Apesar disso, muitas vezes, não lembramos da importância do que é ter saúde quando não sentimos que ela está em falta. Com a pandemia de Covid-19 que assola o mundo desde o início de 2020, não poderíamos escolher outro tema para nossa campanha mensal de datas comemorativas "Que dia é hoje?": o Dia Mundial da Saúde, que é celebrado neste dia 7 de abril.

A data foi criada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) em 1948 e passou a ser comemorada em 1950 – o dia 7 de abril também é a data oficial de fundação da instituição. O objetivo é promover o bom estado de saúde das pessoas e alertar sobre os principais problemas que podem atingir a população mundial. O conceito de saúde utilizado pela OMS é: “a saúde é um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não apenas a ausência de doença ou enfermidade”.

A data é um marco para a conscientização, ação e pesquisa sobre as prioridades globais da saúde, e o FICAS acredita na luta pelo direito à saúde e bem-estar para todos. A cada ano, a OMS escolhe um tema para a campanha e a de 2021 é "Construindo um mundo mais justo e saudável", focado principalmente na pandemia de Covid-19. Maternidade segura, saúde bucal, segurança alimentar, depressão e diversas enfermidades já foram pautas da data.

Conheçam algumas organizações que promovem a saúde diariamente:

AACD
Site: https://aacd.org.br/
Organização sem fins lucrativos de 1950 focada em garantir assistência médico-terapêutica de excelência em Ortopedia e Reabilitação a pessoas de todas as idades, recebendo pacientes via Sistema Único de Saúde (SUS), planos de saúde e particulares. Possui nove unidades espalhadas pelo Brasil, que contam com equipes multidisciplinares especializadas e, em São Paulo, o Hospital Ortopédico realiza cerca de 7 mil cirurgias por ano. A instituição mantém cinco oficinas ortopédicas, uma área de Ensino e Pesquisa e trabalha a inclusão social das pessoas com deficiência física por meio de programas como a AACD Esportes.

Amigos do Bem
Site: www.amigosdobem.org
O trabalho iniciado em 1993 hoje atende regularmente a mais de 75 mil pessoas no sertão de Alagoas, Pernambuco e Ceará. A instituição trabalha por meio de projetos contínuos de educação, geração de renda e acesso à água, moradia e saúde, com o objetivo de promover o desenvolvimento local e a inclusão social para erradicar a fome e a miséria. Os projetos com foco em saúde levam atendimento médico, odontológico e oftalmológico a milhares de pessoas.

Associação Brasileira de Saúde Mental (ABRASME)
Site: www.abrasme.org.br
Organização não governamental, fundada em 2007, atualmente localizada em Salvador (BA). Dentre suas principais finalidades, estão: o apoio na articulação de associações de usuários, familiares, conselhos de profissionais, movimentos sociais; centros de treinamento, ensino, pesquisa e serviços de saúde mental; o fortalecimento das entidades-membro e a ampliação do diálogo entre as comunidades técnica e científica e destas com serviços de saúde, organizações governamentais e não governamentais e com a sociedade civil.

Casa Angela (Ass. Comunitária Monte Azul)
Site: www.casaangela.org.br
O Centro de Parto Humanizado oferece assistência humanizada ao parto natural, em ambiente seguro, acolhedor e respeitoso. Localizada na zona sul de São Paulo, atende gratuitamente usuárias do SUS e, desde sua fundação em 2009, mais de 1.000 bebês nasceram em suas instalações. Além de consultas e atendimentos individuais, a instituição oferece cursos e palestras de apoio à gestação e de preparação para o parto, amamentação e cuidados com o bebê. Seu modelo de assistência humanizada visa diminuir as altas taxas de mortalidade materna e neonatal, o excesso de cesarianas e a violação dos direitos da mulher no parto, além de melhorar os indicadores de saúde materna e infantil.

Centro de Valorização da Vida (CVV)
Site: www.cvv.org.br
Fundada em São Paulo, em 1962, é uma associação civil sem fins lucrativos, que presta serviço voluntário e gratuito de apoio emocional e prevenção do suicídio para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo e anonimato. Participou da força-tarefa que elaborou a Política Nacional de Prevenção do Suicídio, do Ministério da Saúde, com quem mantém, desde 2015, um termo de cooperação para uma linha gratuita nacional de prevenção do suicídio. Os contatos são feitos pelo telefone 188 (24 horas e sem custo de ligação), pessoalmente (nos mais de 120 postos de atendimento) ou pelo site, por chat e e-mail. São realizados mais de 3 milhões de atendimentos anuais, por aproximadamente 4 mil voluntários, localizados em 24 estados e Distrito Federal.

Doutores da Alegria
Site: www.doutoresdaalegria.org.br
Organização da sociedade civil sem fins lucrativos que introduziu a arte do palhaço no universo da saúde, intervindo junto a crianças, adolescentes e outros públicos em situação de vulnerabilidade social em hospitais públicos. Fundada em 1991, transita pelos campos da saúde, da cultura e da assistência social e reforça que a cultura é um direito de todos. Já realizou mais de um milhão e setecentos mil intervenções junto a crianças hospitalizadas, seus acompanhantes e profissionais de saúde. Nos encontros semanais em oito hospitais de São Paulo e quatro em Recife (PE), as duplas de palhaços subvertem a rotina hospitalar e propõem novos sentidos para a experiência de internação. No Rio de Janeiro, desenvolve a curadoria de uma programação artística permanente e gratuita em sete hospitais públicos.

Instituto Horas de Vida
Site: www.horasdavida.org.br
Instituição sem fins lucrativos que, por meio de uma rede de voluntários de profissionais de saúde, promove a inclusão social e o acesso a saúde para pessoas em situação de vulnerabilidade social que geralmente são assistidas por organizações da sociedade civil. Atua com foco na atenção primária em 30 especialidades e suas ações englobam consultas, exames, mutirões e palestras sobre saúde, doação de óculos e mapeamento populacional das organizações beneficiadas. O objetivo do instituto é diminuir as lacunas do sistema público de saúde oferecendo um atendimento humanizado.

Grupo de Apoio ao Adolescente e Criança com Câncer (GRAACC)
Site: www.graacc.org.br
Fundado em 1991, o GRAAC tem como missão garantir a crianças e adolescentes com câncer, dentro do mais avançado padrão científico, o direito de alcançar todas as chances de cura com qualidade de vida. Entre suas instalações estão casas de apoio e hospitais, sendo o principal deles em São Paulo, que oferecem diagnóstico, tratamentos de ponta e acompanhamentos por meio de diversos convênios. O voluntariado constitui um dos principais pilares que sustentam os serviços prestados, sendo fundamental na humanização do atendimento hospitalar.

Médicos sem Fronteiras
Site: www.msf.org.br
A organização humanitária internacional foi criada em 1971, na França, por jovens médicos e jornalistas, que atuaram como voluntários no fim dos anos 60 em Biafra (NIG). A instituição leva cuidados de saúde a pessoas afetadas por graves crises humanitárias e também chama a atenção para as dificuldades enfrentadas pelos pacientes atendidos em seus projetos. Atualmente, está presente em mais de 70 países com um total de 45 mil profissionais. Em 1999, MSF recebeu o prêmio Nobel da Paz.

Projeto Saúde e Alegria
Site: www.saudeealegria.org.br
Iniciativa civil sem fins lucrativos que atua desde 1987 na Amazônia brasileira, promovendo e apoiando processos participativos de desenvolvimento comunitário integrado e sustentável. Com um trabalho de mobilização social, a equipe traz as comunidades para o centro das decisões sobre os programas que implementa, de forma a gerar benefícios reais e duradouros em organização social, meio ambiente, saúde, educação, economia, cultura e inclusão digital, entre outros, visando a melhorar a qualidade de vida e o exercício da cidadania. O uso da arte, do lúdico e da comunicação popular são bases de sua atuação.


LEIA TAMBÉM
8/mar – ARTIGO: Mulheres são as primeiras que desistem de afundar navios
8/mar – Enfrentamento à violência doméstica
8/mar – 8M: Por e para todas
27/fev – ARTIGO: Se as ONGs param, o Brasil para
27/fev – Dia Mundial das ONGs: migração
27/fev – Dia Mundial das ONGs: Somos muitas e muitos!
21/jan – Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa: Que dia é hoje?

Comentários (0)

Deixe seu comentário

* Todos os campos são obrigatórios